não podes querer pelos outros

Não te canses de agradecer, de elogiar e de amar, nem te sintas frustrada por não te agradecerem, elogiarem ou amarem como tu fazes. Isso já não é responsabilidade tua, já não é um trabalho teu.

Tens de entender que só uma parte daquilo que te acontece depende de ti, a outra parte depende da vida, dos outros, do destino, da sorte ou do azar. Não queiras controlar tudo, não queiras mandar em tudo, nem te queiras responsabilizar por tudo.

Concentra-te somente em fazer a tua parte que é dar. Dar sem esperar receber. Dar sem exigir receber. Mas, ao mesmo tempo, teres a capacidade de ires embora se sentires que estás num lugar onde não és valorizada.

Não podes exigir que alguém goste de ti só porque tu gostas muito dessa pessoa e era suposto ela gostar o mesmo de ti. Não é assim que as coisas funcionam. Não tens de deixar de a amar só porque ela não te ama, mas também não tens de deixar de te amar só porque ela não o faz.

P.S – Já está à venda na Fnac, Bertrand, Continente etc. o meu novo livro “Dá-me um dia para mudar a tua vida”. Encomenda-o aqui.

Texto de Raul Minh’alma

Imagem de Timothy Paul Smith